domingo, 23 de agosto de 2009

Escore de risco TIMI para angina instável e infarto do miocárdio sem supradesnivelamento do segmento ST

O famoso Escore TIMI, criado na Harvard Medical School, é utilizado para estratificação de risco nas síndromes coronarianas agudas (IAMSSST e AI).

Sete variáveis foram consideradas preditoras independentes de pior prognóstico em pacientes com angina instável ou infarto do miocárdio sem supra de ST, a partir de dados dos trials clínicos TIMI 11B e ESSENCE.

Para o cálculo do escore, o valor 1 é atribuído às variáveis presentes no paciente analisado e 0 para as ausentes. São as variáveis:

1) Idade maior ou igual a 65 anos;
2) Presença de, pelo menos, 3 fatores de risco conhecidos para doença coronariana;*
3) Estenose coronariana prévia de, pelo menos, 50%;
4) Presença de desvio do segmento ST à no ECG de admissão hospitalar;
5) Pelo menos dois episódios de angina prévios nas últimas 24h;
6) Marcadores de necrose miocárdica elevados;
7) Uso de AAS nos últimos 7 dias;

* Fatores de risco: história familiar, hipercolesterolemia, hipertensão, diabetes e tabagismo corrente

Para o artigo original de sugestão do critério, vide:

Para o cálculo online do escore, acesse este link, do MDCalc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário