sábado, 2 de julho de 2011

Sindrome das pernas inquietas - revisão

Sugiro a leitura deste interessante artigo, publicado em 2005, que revisa diagnostico diferencial e tratamento da síndrome das pernas inquietas, sob a ótica da experiencia da Cleveland Clinic. É um bom caminho introdutório para esta doença pouco diagnosticada e lembrada, mesmo por neurologistas. O paper fala sobre sobre as condições clínicas associadas, e sobre os tratamentos correntes, como a reposição de ferro (com as evidências prévias de deficiência de ferro na substância negra), os agonistas dopaminérginos, a levodopa e os inibidores de sua lise periférica, benzodiazepínicos e anticonvulsivantes.





Nenhum comentário:

Postar um comentário